Nunca mais vais correr da mesma maneira


Depois de veres este sequência de 5 vídeos, de Ken Mierke (treinador norte americano), vais encarar a corrida de outra forma. De várias pesquisas que fiz no youtube, estes foram talvez os vídeos que me ajudaram melhor a entender o que estava a fazer mal.

Correr é um acto natural que todos sabem fazer, mas correr com eficiência energética é outra coisa. E essa diferença é bem notória quando numa maratona ou outra prova popular vemos passar os atletas de elite e os corredores de fim de semana.

Os atletas de elite parecem “flutuar” e os amadores de fim de semana parecem “arrastar-se”. Os primeiros sem forte impacto e de forma fluida, os segundos com grandes oscilações e com um movimento nada harmonioso na maioria das vezes.

Queres melhorar os teus tempos? Não tens muito mais tempo para treinar? Então tenta melhorar a tua técnica de corrida e dependendo do caso podes obter ganhos de até 10%. Mas o mais importante é que a possibilidade de te lesionares diminui muito se correres com uma boa técnica. Pois vais diminuir o esforço e ao mesmo tempo a força de impacto no solo.

Se a isto adicionares, uma boa planificação com treinos variados (longos ao fim de semana, mais curtos e intensos durante a semana) verás que o trabalho irá dar frutos. Não te esqueças de respeitar os dias de descanso e houve o que o teu corpo de “diz” todos os dias quando acordas 😉

Claro, se poderes correr com outros corredores mais experientes, alguns deles poderão dar-te também outras boas dicas.

Bons treinos e diverte-te a praticar desporto.

Uma questão de ângulos


No seguimento do post anterior e depois de várias pesquisas na internet, partilho aqui este vídeo que de forma muito simples, explica as principais diferenças entre a técnica de corrida de um atleta comum amador e de um atleta de topo profissional. As diferenças estão basicamente nos ângulos formados durante a passada.

Este vídeo é uma boa ajuda para ficarmos a entender o porquê das coisas. Mas melhorar estes aspectos, já é mais complexo. Requer para já, a possibilidade de vídeo análise, e depois, trabalhar flexibilidade e exercícios de técnica para ir corrigindo aos poucos estes aspectos da técnica de corrida.

Mais informação em: http://www.somaxsports.com/video.php?analysis=chris-solinsky-stride-analysis

Outro vídeo interessante:

Técnica de corrida


Muitos pensam que a corrida é algo natural e que a sua técnica não necessita de ser aperfeiçoada. Há também aqueles que nem se quer nisso pensam. Mas não, a corrida tal como tudo tem a sua técnica, que quando bem aplicada permite-nos não só corre mais depressa mas também como menos esforço.

Deixo aqui um pequeno vídeo com algumas dicas muito simples que já poderão fazer com que no teu próximo treino já estejas mais atento à forma como corres.

Em resumo:

  • Cadência de 180 passos por minuto
  • Impacto no solo por baixo da nossa “linha vertical” para evitar travar o movimento
  • Reduzir a inclinação lateral ao máximo
  • Rotação do tronco reduzida ao mínimo
  • Minimizar a oscilação vertical em cada passada

Claro que nem todos os pontos estão aqui focados. Destaco também a posição do tronco que deve estar ligeiramente inclinada para a frente. Essa não é só o peito para a frente, é também o posicionamento das ancas. Devemos imaginar uma linha recta que parte do nosso calcanhar (quando o pé está atrás) até à cabeça e essa linha deve ter uma ligeira inclinação para a frente.

Regional de Slalom 2016


Realizou-se hoje na minha cidade o Regional de Slalom de Canoagem. Uma organização da Nabância, o meu clube, que uma vez mais esteve impecável com um excelente trabalho de equipa.

Foi muito bom, ver em Tomar mais de 100 canoístas numa prova de canoagem. Fez relembrar os meus primórdios na canoagem, onde aqui mesmo neste local ser realizavam boas provas de canoagem com muita participação e grande colorido dos kayaks.

Em termos de resultados fiquei plenamente satisfeito com a minha prestação. Sagrei-me campeão regional e em termos absolutos fui o 4º se não estou em erro (resultados não estavam online quando desta publicação).

O meu clube esteve também muito bem, com destaque para o Rafael Martinho, um miúdo humilde e aplicado que desta vez foi o mais rápido em prova… fantástico “Rafa”! Parabéns também para o Artur, para o Carlos, a Sandra, o Almerindo e muitos outros miúdos que hoje subiram ao pódio representando a Nabância.

Boas sapatilhas para correr


Opiniões há sempre muitas, uns gostam mais de uma determinada marca, outros gostam de outra. Difícil haver um consenso. Mas deixo aqui um site que pode ajudar: http://runrepeat.com

Nele encontram um resumo de várias “reviews” com classificação de vários modelos, que estão organizados por tipo de passada e utilização.

Conheces outros sites deste tipo? Deixa aqui nos comentários.

asics-gel-quantum-360-run-new-york-mens-b0bw-24d-600

Triatlo de Cascais 2016


Participei no passado dia 25 de Setembro (2016) uma vez mais no Triatlo de Cascais. No ano passado não consegui concluir devido a uma lesão, por isso este ano foi praticamente o ano zero.

Finalizei com um tempo de 3:04: 13 (natação 1.150m – 00:20:35; Bike 50km – 01:48:11; Corrida 10,5km – 00:55:26) na 67ª posição da geral (200 inscritos).

O objectivo que tinha para mim era ficar pelo menos a meio da tabela. Mas apesar de ter ficado acima disso, não saí satisfeito com a minha prestação. A natação correu muito bem, mas o défice de treino de estrada, revelou-se catastrófico para a minha corrida. Corri mais lento do que nos treinos que fiz anteriormente e a prova de bicicleta foi muito exigente com algum desnível acumulado.

triatlo-de-cascais
Inicio da corrida, o segmento que me correu pior. Mas talvez não tenha sido culpa da corrida em si, mas sim da prova anterior de bicicleta.

Mas apesar de tudo este ano foquei-me bastante na natação e nesse aspecto tive melhorias significativas. Agora para o ano, os objectivos são federar-me e participar em mais Triatlos e em algumas provas de atletismo para ganhar ritmo. Quanto à bicicleta, não vai ser a minha aposta para este ano mas tentarei fazer mais km.

Se nunca experimentaste um triatlo, aconselho-te pois é um desafio interessante e motivador.

Cascais Swim Challenge 2016


No passado domingo dia 18 de Setembro, no meu dia de anos, participei no Cascais Swim Chalange 2016. Trata-se de uma prova de natação de águas abertas, organizada em Cascais pela 3 Iron Sports (organizadores também do Triatlo de Cascais).

Esta foi a segunda prova de águas abertas este ano, provas que são uma preparação para o Triatlo de Cascais que é já dentro de alguns dias (25 Set).

No fim de semana passado na prova da Aldeia do Mato já havia tido boas sensações, apesar do vento forte ter afetado um pouco o ritmo. Essa prova foi sem fato e obtive um 3º lugar na minha categoria. Foi sem dúvida um resultado que superou a minha expectativa. O ritmo registado no gps foi de 1:49/100m e fiquei com a sensação que poderia ter feito melhor.

Se as sensações já tinham sido boas na Aldeia do Mato, o que dizer aqui em Cascais. Na companhia do meu amigo Paulo Marques (com quem tenho aprendido bastante) lá estávamos prontos para uma prova que ira ser disputada em duas voltas com uma portagem a meio (ao estilo das provas de maratona na canoagem).

Ritmo acima do esperado

Arranquei bem logo à saída do areal, mas só quando cheguei à água, reparei que não tinha colocado os óculos nos olhos… eh! eh! Coisas de maçarico.

No fim da “portagem” no final da primeira volta, olhei para o GPS e o ritmo marcado era de 1:29/100m. Vi logo que a prova iria correr melhor do que o que estava a prever. Inicialmente disse ao Paulo que talvez fizesse perto de 1:40.

Durante a segunda volta pensei que baixava um pouco o ritmo mas não. Fui inclusive mantendo o mesmo ritmo na parte final, onde nos últimos 400m passei alguns adversários.

Como vai ser no Triatlo

No próximo dia 24 no Triatlo de Cascais a distância vai ser menor, pois vou participar no Olimpic Plus e o percurso de natação é só de 1km. Irei tentar melhorar ligeiramente o meu ritmo, mas também não vou poder dar muito mais para me poupar um pouco para a bicicleta e para a corrida… vamos ver como vai correr.

img_0808
Eu, o Paulo Marques e o Rui Sousa, os 3 Tomarenses (“tri-patos”)

Calculador de ritmo de corrida


IMG_2389

Este post é muito curto, apenas mesmo para vos deixar um link que pode ter interesse: http://www.swimbikerun.net.nz 

Aqui podes calcular o teu ritmo de corrida ou prever o ritmo que tens de correr para conseguires fazer uma distância em determinado tempo.

Este site é ainda mais interessante porque podes calcular isso para vários desportos como por exemplo para a natação e ciclismo.

Também tens ali, ferramenta para calcular por exemplo o teu indice de massa gorda ou mesmo o VO2max, se bem que não serão valores ciêntificamente correctos mas são uma curiosidade interessante.

Conheces outros links deste género? Deixa aqui nos comentários, para que todos possamos ver também.

Bons treinos.

 

Guelras ou Pulmões?!


swim“Guelras ou Pulmões?!” é a pergunta que os organizadores do Cascais Swim Challenge lançam em tom de desafio. E eu, claro, aceitei.

Trata-se de uma prova de águas abertas (natação), que se irá realizar na bonita baía de cascais no dia 18 de Setembro de 2016. Precisamente no dia em que faço 42 anos.

Não sou um nadador, nem nunca pratiquei natação federado, mas como me tenho estado a preparar para fazer o Triatlo de Cascais no dia 24 de Setembro, achei que seria uma boa preparação participar nesta prova. Antes disso irei também fazer uma prova de águas abertas na Aldeia do Mato.

Este ano tenho nadado com mais regularidade, abdicando de alguns treinos de bicicleta. Na primeira metade do ano nadei apenas em média uma vez por semana. Depois de junho tenho feito dois treinos por semana e os resultados são incríveis. no ano passado nadava em ritmo de treino a 1:55/km agora em ritmo de endurance faço menos 10 segundos por cada 100 metros. Vamos ver se daqui até ao Triatlo de Cascais consigo estar a nadar ainda melhor.